História da Comunidade Turco-Balcânica do Rio

Judeus de diferentes comunidades da Turquia e os Balcãs se mduaram para o Rio de Janeiro no início do século XX.

 

A proximidade linguística e cultural facilitou a absorção destes judeus que tinham o Ladino como língua materna. . Esta proximidade era tal que existem relatos da época que reportam os judeus sefarditas chegando no Rio de Janeiro, acreditando que tinham chegado em um país onde todos eram judeus, pois era a primeira vez que ouviam não judeus falando uma língua parecida com o Ladino.

 

Em 1921, os judeus Sefaradis, da Grécia e da Turquia (Izmir Urla, Thessaloniki, Kastoria, Chios, Rhodes,...) formaram a sociedade sionista Bene Herzl. Desta sociedade foram estabelecidos nas décadas seguintes, o "Clube israelita Brasileiro-CIB", os "Lar dos Velhos Bene-Herzl" para vós anciãos da Comunidade e da Sinagoga Beth - El.. Em 1967 foi criada uma entidade que congrega estas três entidades Sefaradis, o  "Centro Israelita Brasileiro Bene-Herzl".

 

A criação e desenvolvimento da coletividade Turco-Balcânica do Rio de Janeiro foi possível graças aos esforços incansáveis de alguns idealistas, cujos nomes estão listados no Quadro de Honra do folheto do programa distribuído na abertura da Sinagoga Beth-El em 1966.